ATLÉTICO PARANAENSE ESTREIA GRAMADO SINTÉTICO EM SEU ESTÁDIO

Novo gramado do Estádio Atlético Paranaense possuirá o mais alto nível de certificação FIFA

O Clube Atlético Paranaense estreará o gramado sintético em seu estádio na próxima quarta-feira (24). Em mais uma ação pioneira no futebol brasileiro, o Clube instalou o novo piso, que contará com o certificado FIFA Pro (o mais alto nível de certificação FIFA) e tecnologia inédita no país. Os testes já foram realizados pelo laboratório escocês SportsLab e já foram aprovados. O novo gramado foi instalado pelo GV Group, formado pelas empresas Global Stadium (portuguesa) e Italgreen (italiana). O CAP optou pela alteração do gramado com o principal objetivo de propiciar o melhor campo de jogo aos atletas, uma vez que as condições naturais da Baixada não permitiam boa qualidade no gramado natural. Com o novo gramado sintético, a qualidade do futebol será elevada, pois o campo de jogo terá muito mais estabilidade e homogeneidade durante o período da partida e ao longo das competições. Os cuidados e o custo com manutenção serão infinitamente menores quando comparados ao gramado natural. O gramado sintético também dará a possibilidade de a equipe treinar onde joga suas partidas oficiais e promover jogos das categorias de formação. Também os adversários poderão fazer seus aquecimentos antes das partidas no estádio onde irão jogar. A antiga grama natural, apesar de seguir todas as normas e orientações técnicas da FIFA, demonstrou não ter condições de se manter em alto nível com a sequência de jogos e eventos, mesmo com os altíssimos investimentos em tecnologias e custos com manutenção. Com a continuidade da gestão do projeto CAPGIGANTE foi possível concluir os trabalhos iniciados ainda na gestão anterior e cumprir mais uma promessa de campanha. O grande diferencial do gramado instalado no Estádio Atlético Paranaense é o sistema de enchimento GEOFILL. Exclusivo, o sistema é constituído essencialmente por fibras orgânicas vegetais (coco) e se trata do material que mais se assemelha a gramados naturais. Além disso, ele possui outras vantagens por ser drenante e irrigável, proporciona temperatura constante do terreno (não ocasionando queimaduras decorrentes do atrito), tem pouca movimentação do enchimento, não tem odor, absorve perfeitamente o impacto da corrida e ao mesmo tempo restitui a energia necessária ao impulso do atleta, tem capacidade de adaptação à estabilidade e à rotação das travas (as mesmas utilizadas em campos de grama natural), garante a performance ideal da quique e da rolagem da bola e reduz o impacto da queda. As áreas técnicas da CAP S/A e do Clube avalizam a qualidade do gramado, afinal o fator campo sai de cena para dar lugar à técnica propriamente dita. Ou seja, a mudança foi realizada pelo futebol. O Clube realizou uma extensa pesquisa, de aproximadamente seis meses, em um mercado com as mais diversas ofertas, para encontrar o que teria de melhor no mundo. Com uma análise criteriosa entre os prós e contras de cada sistema, o CAP optou por esta tecnologia que conta com um sistema híbrido de enchimento e propicia maior similaridade com os gramados naturais. O novo gramado do estádio atleticano é semelhante aos dos Centros de Treinamentos da Juventus e do Chievo Verona e do Estádio do Novara, na Itália. A grama sintética instalada no estádio é produzida a partir de três matérias primas básicas, que são fios de polietileno, tela de polipropileno (ambos produzidos em Dubai) e látex líquido (produzido na Bélgica), seguindo os mais exigentes critérios de qualidade de padrão europeu. A confecção do gramado é realizada através de um processo de 'Tufting". Neste processo, os fios encontram uma tela de ancoragem, são devidamente aplicados em quantidades, pesos e dimensões específicas para cada modalidade esportiva e, posteriormente, o látex é aplicado para dar maior ancoragem, resistência e estabilidade à grama sintética. O processo de instalação no estádio atleticano passou pelas etapas de remoção do gramado existente, nivelamento do terreno, confecção de base graduada respeitando os caimentos (devidamente controlada a laser), acabamento fino e conferência da planicidade e compactação da base acabada, instalação da base drenante superficial (material responsável pela canalização das águas até os pontos de coleta), aplicação dos rolos de grama sobre toda a base, costura dos rolos entre si (Sistema Europeu de altíssima resistência), “escovação” prévia do gramado e aplicação gradual do sistema GEOFILL de enchimento e pintura das linhas demarcatórias nas dimensões oficiais. Em paralelo à instalação da grama, foi executado o sistema de drenagem e irrigação, com a mais alta qualidade disponível no cenário mundial. A instalação no estádio durou pouco mais de dois meses, tempo este somente possível em função do teto retrátil do estádio que permaneceu fechado durante a instalação e permitiu atividades por 24 horas ininterruptas. O novo gramado atleticano poderá ser utilizado diariamente, respeitando somente os horários para irrigação do mesmo. Dependendo da época do ano e das condições climáticas, a irrigação pode variar de 2 a 7 vezes semanais, sendo que consumirá um volume significativamente inferior de água em relação ao gramado natural. A irrigação favorece a conservação da umidade do gramado durante os jogos e treinos, mantendo-o sempre com o grau de compactação desejado. Periodicamente um processo semelhante a uma “escovação” será realizado para redistribuição do GEOFILL no campo, verticalização das fibras e preservação de performance ao enchimento. Não haverá necessidade de substituição de qualquer parte do gramado como acontecia anteriormente com o gramado natural. Gramados como o do Estádio Atlético Paranaense possuem uma durabilidade muito grande, mesmo sendo utilizados para treinos diariamente.

Foto: Clube Atlético Paranaense Sobre o GV Group O GV Group é o resultado da joint venture entre empresários brasileiros, a Italgreen e a Global Stadium. Referência internacional em pisos esportivos, reconhecida pelos mais altos conceitos de qualidade dos seus produtos e serviços. Há mais de 30 anos no mercado de grama sintética, sediada em Bérgamo, na Itália, a Italgreen desenvolve produtos de qualidade superior, marcados por uma enorme componente de inovação resultante de um intenso investimento em pesquisa tecnológica. Por tal, é reconhecida como promotora do desenvolvimento de toda a industria dos gramados sintéticos a nível mundial. A introdução do Geofill®, objeto de patente, é o exemplo que melhor expressa a inequívoca vocação inovadora da Italgreen. A Global Stadium, empresa de origem portuguesa, pertence a um dos maiores grupos europeus do ramo da construção, com operação em vários continentes. Já construiu nos mais diversos pontos do Globo e sob as mais diversas condições geológicas e de clima. Pauta as suas intervenções pela qualidade suprema do trabalho executado. Face à diversidade e excelência do seu vasto portfólio, possui tecnologia superior especializada no projeto e na construção dos mais diversos tipos de estruturas esportivas. Resultado de uma gestão dinâmica e inovadora, a Global Stadium se reinventa, a cada dia, para corresponder aos novos desafios que lhe são lançados em nível nacional e internacional.


Featured Posts
Recent Posts
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic